A importância do Marketing Analytics para as empresas de Tecnologia da Informação

Por Leonardo Stival 4 semanas atrásNenhum comentário
Home  /  Inbound Marketing  /  A importância do Marketing Analytics para as empresas de Tecnologia da Informação
Marketing Analytics para empresas de tecnologia

A análise de dados esteve longe do cotidiano das equipes de Marketing por muito tempo. Na verdade, quando o faziam, era algo muito limitado a apresentação de gráficos e resultados que não permitiam um direcionamento claro das ações futuras. Agora, o Marketing Analytics já é (ou pelo menos deveria ser) uma realidade para as empresas de TI.

Muitas vezes, o planejamento, desenvolvimento e análise das ações, limitava-se, em muitos casos, na consideração do buzz gerado, como forma de avaliação do sucesso. No entanto, o mundo mudou, a tecnologia evoluiu e as necessidades do Marketing também.

Não é preciso ser nenhum especialista em Tecnologia da Informação para conhecer o Big Data e saber que geramos dados a todo momento e cada vez mais o volume de dados aumenta. Do cadastro realizado para acessar uma rede social à inserção do e-mail em uma landing page para fazer o trial de alguma solução de tecnologia, da compra de um livro online à curtida em determinada foto de um influenciador ou de uma company page, todas essas ações resultam em informações para as empresas.

Mas, será que o mercado está sabendo fazer o uso devido dos dados disponíveis na web?

Hoje em dia, as empresas têm à sua disposição, inúmeras maneiras de medir cada ação realizada. No entanto, de nada adianta coletar esses dados, acumular informações e números, sem estabelecer alguns critérios que façam deles algo útil para os resultados dos negócios.

É aí que entra em cena, o Marketing Analytics, que compreende os processos e usos de ferramentas tecnológicas que permitem aos profissionais de marketing a medirem o desempenho das iniciativas realizadas e o retorno do investimento em marketing (ROI). A partir da definição das métricas importantes para cada ação, é possível determinar a sua real performance.

Por mais que pareça algo simples, em especial para aqueles que já trabalham a sua estratégia com base nas métricas, há ainda muitas empresas falhando neste processo. Na verdade, há ainda muitos negócios vivendo na rotina de “apagar incêndios”, sem pensar no longo prazo e no que esperam gerar com as suas ações. Enquanto isso, “rios” de dinheiro são aplicados de forma incorreta nas ações de marketing.

Definindo os objetivos

Quais foram os KPIs estabelecidos para a sua estratégia de Marketing no último mês ou trimestre? Quais são objetivos que espera alcançar com cada uma das ações que têm planejado para a sua empresa? Se você nunca parou e pensou nessas questões, é provável que esteja sempre com aquela sensação de muito trabalho e pouco resultado. O motivo para isso é simples: não é possível saber qual estrada pegar, se não sabemos em qual destino queremos chegar.

A definição dos objetivos é o primeiro passo para beneficiar-se do Marketing Analytics e conseguir trabalhar as métricas certas para a sua estratégia de negócio. Isso significa uma série de vantagens para a empresa e para todos os interlocutores envolvidos, tanto no planejamento estratégico, quanto na execução das ações.

Conversão no blog, na Landing page, vendas de um determinado produto, inscrições online ou cadastro na newsletter. Como o Marketing Digital permite medir praticamente tudo, é possível definir diferentes objetivos para as muitas ações que esteja realizando e, pouco a pouco, ir entendendo o perfil da sua audiência e, consequentemente, ir identificando as oportunidades do mercado para a sua empresa.

Recolher dados para desenvolver estratégias

Os dados estão em toda parte e, por mais assustador que isso pareça ser, é preciso entender de uma vez por todas as muitas oportunidades que eles trazem para os negócios.

Com os objetivos definidos na sua estratégia de Marketing Digital, já podemos avaliar o sucesso de cada ação, certo? Portanto, é preciso usar dos dados recolhidos nas campanhas, seja em uma landing page ou formulário de inscrição, por exemplo, para buscar novas ideias, não apenas para ações futuras, como também para o ajuste de campanhas que ainda estão no ar. Aliás, essa é uma outra grande vantagem do digital e que deve ser aproveitada pelas empresas: a capacidade de ajustar as campanhas em tempo real. Vamos pensar em um exemplo simples:

Você acaba de lançar um serviço novo e definiu como estratégia anunciá-lo no Facebook. O objetivo definido para os anúncios é o de gerar conversões, encaminhado os usuários para a página do novo produto no seu site. No entanto, após determinado período, você avaliou que a taxa de conversão não está satisfatória. É hora de pensar nas possibilidades de ajustes para o anúncio. Pode ser a imagem que não é impactante, o CTA que não é apelativo ou o copy que não fala diretamente com a sua persona. Felizmente, é possível fazer testes e avaliar. A resposta não será dada através de suposições e “achismos”, mas sim a partir dos dados gerados pelos usuários na interação com o anúncio.

Analisando os dados de forma transversal

Pensar nas estratégias de Marketing Digital é trabalhar sobre a perspectiva do comprador, da sua persona. Portanto, de nada adianta termos os dados de uma única ação ou focar a análise em apenas uma das métricas.

Para muitas pessoas, a ideia de Marketing Analytics ainda está muito atrelada a análise do website. No entanto, é preciso ir além e entender que esse processo é muito mais complexo e completo. O Marketing Analytics permite a análise não apenas do site, mas como também das redes sociais, campanhas de e-mail marketing, blogs, landing pages entre tantos outros canais. Mais uma vez, temos que voltar aos nossos objetivos, conhecer a nossa persona e definir os canais mais importantes, para não se ver com inúmeras fontes de dados em mãos, mas sem capacidade analítica.

O Marketing Analytics exige foco na realidade do cliente, simplicidade na avaliação das ações e a capacidade de ser transversal. A análise dos dados tem a capacidade de trazer respostas para questões que assombram muitas empresas.

Com as informações recolhidas, com o uso dos dados para gerar insights e desenvolver campanhas e, avaliando os resultados, saberá dizer qual é a situação atual da sua estratégia, o que esperar a longo prazo, como melhorar cada uma das suas ações, quais canais valem mais a pena investir e quais são os próximos passos que vai tomar.

De fato, esse não é um processo simples, muito menos rápido. Mas, sem dúvida, o Marketing Analytics permite ir muito além dos gráficos e tabelas. Os seus recursos e ferramentas permitem contar uma história, explicar como se chegou a tais resultados e avaliar continuamente o crescimento dos negócios.

E a sua empresa? Já está usando estratégias de marketing analytics para analisar os resultados e otimizar a performance do departamento de marketing?

Categorias:
  Inbound Marketing, Tendências de Marketing
este post foi compartilhado 0 vezes
 000
Sobre

 Leonardo Stival

  (1 artigos)

Analista de Inbound Marketing na OUTMarketing Brasil, formado em Gestão de Marketing com especializações em Marketing Digital e Inbound Marketing, Leonardo tem desenvolvido sua carreira com foco em Marketing e Vendas, onde já conta experiencia no segmento B2C e hoje com atuação direcionada para o segmento de Tecnologia da Informação com foco nos resultados para empresas B2B.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado